Bienvenue! Welcome! ¡Bienvenido! Willkommen! Witajcie’ Isten hozott! Welkom! Fiti bineveniti! Hosgeldiniz! Välkommen! Tervetuloa! Velkommen! Vitajte! Dobrodošli! Vítejte! Bonvenon! Dobrodošli! Benvingut! Mirë se vjen! Dobrodošli!  Tere tulemast! Hoan nghênh! Bem-vindos!

Ao Malabaríssimo

Registro virtual do satélite MLBX-BR operante em microgravitaçao realizando sua segunda missao na órbita européia.


Revista digital periódica direcionada ao praticantes e simpatizantes de arte circense comtemporênea.  Como contrapartida do projeo “Residência Artística Jonglier Katakomben” – Pronac (087744), premiado em 2008 pelo edital de intercâmbio do Ministério da Cultura. A proposta inicial é de fornecer com maiores detalhes a partir de colunas periódicas e sazonais informações atualizadas sobre as experiências vividas na incursão pela europa.

Com categorias que trarão dicas de turismo, técnicas de sobrevivencia, frases célebres de malabaristas, entrevistas, elementos exóticos que cruzaram meu caminho entre outras coisas relacionadas a arte.

Para aqueles que estão cruzando o continente e precisam de uma ajudinha para chegar até a EJC 2011 aqui vai a minha colaboração>

Como chegar na EJC?

 

Nosso camping e area para Treilers estará disponível a partir do dia 06 de Agosto 12 hrs (meio-dia), até dia 14.Por questões de segurança não é permitido a chegada e permanênci antes ou depois deste período. O acesso ao camping e area de Trailers é incluso no valor do ingress. Por favor, faça o seu registro assim que chegar.

De avião 


Você com certeza chegará pelo aeroporto internacional Franz Josef Strauß (MUC), pegue o metrô de superficie linha S1 e após aprox. 30 minutos desça na estação Moosach, lá pegue então metrô linha U3 no sentido Fürstenried West. Depois de aprox. 10 minutos desça na estação Olympiazentrum. Lá você encontrará indicações mostrando o caminho.

Para a compra do bilhete de trem: Use a máquinas disponíveis nas redondezas…

Primeiro pressione> Transport Association

e então > Airport Day Ticket.

Se estiver viajando em grupo selecione > Group Version € 19.60

Se estiver viajando sozinho > Single Version €10.90

  • Faz-se nescessário a validação do ticket (procure as máquinas para carimbar seu bilhete)

Resumo:

  • 1 – Aeroporto internacional Franz Josef Strauß (MUC)
  • 2 – S1 por 30min desce na Moosach
  • 3 – U3 sentido Fürstenried West por 10 min desce na Olympiazentrum
*Hostel em português

 

 

Boa Viagem!

Texto original:

http://www.ejc2011.org/index.php?pid=108&PHPSESSID=a0827343b65cf5445c45918b6232334e

Tradução:  Hidaka

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pra quem leva malabarismo além das sessões de prática, segue a dica da delicada e  sofisticada ficção malabarística.

Livro de Dave Finnigan datado de 1993, merece alguma atenção daqueles que se interessam pelos possíveis aspectos filosóficos do malabarismo.

No livro, encontra-se também uma vasta coleção de dizeres filosóficos-malabarísticos como:

“Remember that you learn how to juggle drop by drop. A drop is a sign of progress. Since you are in the leading edge of your ability, there is learning going on”

Resenha:

Um guia para o malabarista espiritual, por assim dizer. Já ouviu falar a respeito dos aspectos espirituais do malabarismo relacionados á auto-estima, meditação e unidade, auto-conhecimento, transcendência e iluminação?

O conto, ‘The Zen of Juggling” trata-se de uma leitura leve e descontraída sobre a aventura de um viajante por entre as misteriosas montanhas asiáticas em busca de aprimor seu malabarismo, onde ele encontra os desafios ministrados por seu Mestre Zen através da arte do malabarismo.

Tamanho:    51/4 x 8″

Volume:        111 paginas

Editora:        JuggleBug

 

Em poucos dias a mais do que um mês o pequeno projeto que resultou no vídeo Playfull Gravityless alcançou 3.430 visualizações. Venho por meio deste post, agradecer o apoio daqueles que direta ou indiretamente me influenciaram a produzir o vídeo. Obrigado pelo tempo, carinho e atenção daqueles que dirigiram críticas construtivas e comentários e também aqueles que passivamente apreciaram.

Fica aqui registrado o meu MUITO OBRIGADO!

 

Keep on!!!

Ao explorar um novo país ou região, uma das mais interessantes coisas a se perceber é a mudança de perspectiva na semântica de uma forma geral. Pode se constatar coincidências linguísticas ou o que é ainda mais interessante, antagonismos. Isso pode ser constatado das mais diversas formas, em coisa simples como por exemplo: gestos, expressões verbais, comportamento em grupo, etc.

Para um Indiano por exemplo, mostrar as solas dos pés é extremamente ofensivo. Já alemães por exemplo contam começando com o dedão, sendo o nosso popular sinal de “jóia“ ou positivo correspondente ao número um. Como por exemplo uma cerveja se para o garçon… E por aí em diante.

Mais se tem uma coisa que me salta aos olhos são definitivamente as publicidades. Ao que para eles parece apenas mais um nome com um som interessante em nosso bom português significam coisas completamente diferentes.

Sendo assim tenho colecionado no decorrer de minhas andanças alguns exemplos desses antagonismos ou até mesmo da ousadia dos publicitários europeus…

divirta-se.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Se há alguém e sei que há que desfruta da mesma mania e registra este tipo de acontecimento, sinta-se a vontade para comentar ou até mesmo compartilhar sua galeria consco.

Abraço em todos.

Até a próxima.

 

 

Erik Åberg, malabarista experimental de renome internaciona natural de Estokolmo na Suécia é malabarista a mais de doze anos após seu anterior interesse por skateboard. Erik Encontrou uma forte conexão entre skateboard e malabarismo por ambas as práticas serem baseadas no aprendizado e composição de truques. Segundo revela seu perfil no site da antiga colaboração com Pepot Eric também tem música e discotecagem como hobbie: “Erik lives and juggles in Stockholm, Sweden. When not practicing his DJ skills or producing and singing punk music he finds time to come up with hardcore headroll stuff. His unique creations can be seen in Headache”…

Seu principal foco de pesquisa é o desenvolvimento de novas técnicas de arremesso e manipulação de objetos. Participou como convidado de convenções na França, Grécia, Japão, América do Norte, Israel e Finlândia. Desenvolve cooperações artísticas em circo contemporâneo com as cias Circo Aereo, Idiot Savant, Peapot, Croissant Bleu e Cirkus Cirkor. Tendo executado parcerias com grandes nomes do malabarismo mundial como: Tom Kidwell, Iman Lizarazu, Maksim Komaro, Jay Gilligan, Luke Wilson, Wes Peden,

Patrik Elmnert entre outros. Suas especialidades são  as ténicas de “rolling and placing” executadas bolas na região da cabeça que foi documentada no video Hedeache pro Peapot. Posteriormente desenvolveu pesquisas que envolven a manipulaçao de “cigar boxes”, essa por sua vez foi parcialmente documentada no vídeo “The Room” por Visionbot.

Seus mais recentes trabalhos envolven a experimentação com claves e argolas na colaboração artística com a marca Norte Americana Renegade Juggling e gigantes do malabarismo experimental chamada “Renegade Design Lab”. Também pesquisador atuante sobre história do circo, mais especificamente a origem e desenvolvimento da prática do malabarismo vem acumulando por todos estes anos uma vasto acervo literário. Com um amplo conhecimento teórico, aplica também seu tempo desenvolvendo palestras para a comunidade malabarística mundial. Agora em março a convite do  malabarista, pesquisador teórico erudito em site-swap Daniel Shultz, Erik traz pela segunda vez á Berlin uma workshop/palestra extritamente teórica. Desta vez com foco nos registros históricos de Paul Cinquevalli.

Veja também:

http://www.myspace.com/eriklao

http://www.youtube.com/user/RenegadesignLab

http://www.youtube.com/watch?v=F-IUiMPJb9U

http://www.shoeboxtour.com/

 

 

O mais novo video de Hidaka, contendo algumas investigações da fusão entre as técnicas de contact ball body isolation, animation, speed control, ball isolation entre outras técnicas. Filmado no centro de treino intensivo de malabarismo “Katakomben Berlin”. Disponível Também em alta definição.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Berlin 2011

 


Segue um trecho da publicação de hoje do jornal digital da UOL, referente á guia cotidiano que se intitula:

Prefeitura expulsa artistas de rua da av. Paulista; para jurista, proibição é “ato nazista”

Avenida mais famosa da cidade de São Paulo, a Paulista é conhecida por ser o centro financeiro da capital, e também por ser um tradicional reduto de artistas de rua. Esse cenário, porém, vem mudando. Enquanto os prédios de empresas e bancos permanecem na paisagem, a classe artística  vem minguando no local com a chegada da Operação Delegada, iniciada em dezembro do ano passado pela Polícia Militar, após a assinatura de um convênio com a prefeitura paulistana e o governo do Estado.

Estátuas vivas, palhaços, saxofonistas, guitarristas e malabaristas: todos eles agora estão sujeitos à ação policial, cujo objetivo principal é coibir e enquadrar o comércio ambulante ilegal nas principais vias do município. Para o jurista Luiz Flávio Gomes, a ação é um “ato nazista”. “A atividade deles é lícita. Expressão artística você pode fazer quando quiser. Eles serem proibidos é uma ilegalidade, um abuso patente”, diz. “Se houver prisão então é crime: abuso de autoridade”, afirma.

Leia mais clicando aqui

E um artigo similar clicando  aqui